.:.:. Educação .:.:.

ATIVIDADES EDUCACIONAIS

  Tecelagem
Tecelagem -Tingimento 
                            
O tingimento da lã é o processo de acabamento final do preparo da lã, antes de ser usada para tecer. O tingimento poderá ser feito logo após alavagem da lã bruta ou após a fiação; para tingir após a fiação, deve-se formar meadas usando a meadeira ou outro recurso (encosto de cadeira,pés de cadeira, etc..), amarrando a meada pronta em três pontos para facilitar o manuseio.  
Para tingirmos, existem os corantes naturais e os artificiais( as anilinas químicas). De maneira geral a lã deve ser sempre molhadas em águalimpa, em formas de meadas, antes de serem aplicados os corantes; após completamente molhadas devem ser espremidas de maneira uniforme,  sem torcer, para evitar manchas no produto final. Outra sugestão para facilitar o trabalho, é usar sempre meadas de 100 a 200 gramas durante oprocesso de tingimento.  
Corantes artificiais: são comprados no mercado em geral e tem especificações próprias de cada forma de utilização, geralmente são usados emforma de pó dissolvidos em água aquecida. Para a fixação da cor na lã, também são usados os fixadores químicos.  


TINGIMENTO  VEGETAL 

O tingimento com plantas possui uma beleza única, viva e sutil que chega aos nossos olhos suavemente e sem agressão. Hoje, existem também os corantes químicos que são as chamadas anilinas químicas, largamente usadas por sua praticidade e fácil acesso. Porém, estes são, por sua origem e propriedades, substâncias densas e tóxicas, obtidas a partir de derivados de petróleo e do carvão mineral por um processo altamente poluente. 
Comparar o tingimento vegetal com o químico seria como comparar o autêntico e verdadeiro com a imitação ou cópia. Steiner(fundador da atroposofia), já em 1920, falava sobre as cores num estudo sobre a teoria das cores de Goethe ( poeta e filósofo alemão) . No tingimento vegetal, as cores obtidas tem origem solar, portanto, há uma relação direta com a luz. Por isso, quando vemos uma peça tingida com vegetais, ela nos traz essa luz e essa luz nos traz a presença de deus, de vida, mesmo que não tenhamos consciência deste processo. E assim, podemos dizer que é um trabalho que tem vida. 
O uso de corantes vegetais na produção de produtos artesanais requer um processo mais elaborado do que simplesmente comprar um corante químico e pronto.  Tingir com os corantes vegetais é simples, mas precisamos conhecer as plantas e suas propriedades.  É um processo que envolve reconhecer, colher, processar e preparar o tingimento. É uma tarefa lúdica que une o indivíduo à natureza. Quando surge a cor pela extração do pigmento da planta, esse acontecimento, principalmente para as crianças, é surpreendente, todos ficamos maravilhados com o que ocorre. E para as crianças, essa vivência traz o respeito e amor pelo reino vegetal e pelo belo e a curiosidade e interesse em aprender através desta prática ciências naturais, matemática, química e outras disciplinas mais.  
  
Corantes naturais: o tingimento com estes corantes, são obtidos através do uso de diversas plantas. O resultado final das cores obtidas através de plantas, terão influencia de acordo com a época da colheita, a idade da planta, condições climáticas, tipo de solo da região, etc.. 
Neste caso, os fixadores também poderão ser de origem vegetal ou química.  
Para o tingimento natural usamos diversos processos para a obtenção dos corantes: 
 
- decocção ou cozimento;  
- maceração;  
- fermentação.  

O uso do fixador ou mordente, também poderá ser usado através dos seguintes processos:  
- aplicado antes do corante;  
- aplicado junto com o corante;  
- aplicado após o corante;  
- não aplicado nos casos dos corantes que também são fixadores.


Os mordentes deverão ser aplicados durante uma hora na lã que esta sendo 
tingida, em qualquer um dos processos usados.  
O uso do corante natural para o tingimento, tem características próprias; mesmo usando a mesma planta as cores nunca serão exatamente iguais, as nuanças obtidas serão muito mais variadas, assim sendo as possibilidades de criar e valorizar o trabalho serão maiores e terão sempre características originais e exclusivas. 

 

ONDE OBTER OS CORANTES NATURAIS
a seguir apresentamos algumas sugestões para a obtenção de corantes através de vegetais:

 
PLANTAS 
COR 
PROCESSO
Anileira  azul e tons  fermentação
Sangra-d'agua  vermelho e tons  cozimento
Sabugueiro preto e cinza  cozimento
Jenipapo preto e cinza  cozimento
Casca de cebola marrom claro e tons cozimento
Giesta  amarelo  cozimento
Musgos  verde e tons cozimento
Confrei  verde e tons  cozimento
Pinhas de pinheiro  marrons e tons  cozimento
Argilas/barro diversas cores  maceração
Ferro velho cor ferrugem maceração maceração
Folhas de goiabeira fixador/mordente cozimento
Umbigo de bananeira fixador/mordente cozimento
Casca de barbatimão efixador/mordente cozimento
Lingua-de-vaca/planta fixador/mordente cozimento
Casca de nozes marrom + fixador  cozimento

 

 
Informações sobre os períodos de desenvolvimento de atividades envie email para:
tecelagem@sitioduascachoeiras.com.br
escolas@sitioduascachoeiras.com.br

____________________________________________________________
SDC - Sítio Duas Cachoeiras. Todos os direitos reservados.